Sábado, 31 de Janeiro, 2009

*Sinopse da estória (história) de Portugal *

*(ós códradinhos).... e com bué da realidade. *

Tudo começou com um tal de Henriques que não se dava bem com a mãe e acabou por se vingar na pandilha de mauritanos que vivia do outro lado do Tejo

Para piorar ainda mais as coisas, decidiu casar com uma espanhola qualquer e não teve muito tempo para lhe apreciar o salero porque a tipa apanhou uma camada de peste negra e morreu.

Pouco tempo depois, o fulano, que por acaso era rei, bateu também as botas e foi desta para melhor.

Para a coisa não ficar completamente entregue à bicharada, apareceu um tal de João que, ajudado por um amigo de longa data que era afoito para a porrada, conseguiu pôr os espanhóis a enformar pão e ainda arranjou uns trocos para comprar uns barcos ao filho que era dado aos desportos náuticos.

De tal maneira que decidiu pôr os barcos a render e inaugurou o primeiro cruzeiro marítimo entre Lisboa e o Japão com escalas no Funchal, Salvador, Luanda, Maputo, Ormuz, Calecute, Malaca, Timor e Macau.

Quando a coisa deu para o torto, ficou nas lonas só com um pacote de pimenta para recordação e resolveu ir afogar as magoas, provocando a malta de Alcácer-Quibir para uma cena de estalo.

Felizmente, tinha um primo, o Filipe, que não se importou de tomar conta do estaminé até chegar outro João que enriqueceu com o pilim que uma tia lhe mandava do Brasil e acabou por gastar tudo em Conventos e aquedutos.

Com conventos a mais e dinheiro a menos, as coisas lá se iam aguentando até começar tudo a abanar

Numa manhã de Novembro. Muita coisa se partiu. Mas sem gravidade porque, passado pouco tempo, já estava tudo arranjado outra vez, graças a um mânfio chamado Sebastião que tinha jeito para a bricolage e não era mau tipo apesar das perucas um pouco amaricadas.

Foi por essa altura que o Napoleão bateu à porta a perguntar se Pedro podia vir brincar e o irmão mais novo, o Miguel, teve uma crise de ciúmes e tratou de armar confusão que só acabou quando levou um valente puxão de orelhas do mano que já ia a caminho do Brasil para tratar de uns negócios.

A malta começou a votar mas as coisas não melhoraram grande coisa e foi por isso que Carlos anafado levou um tiro nos coiratos quando passeava de carroça pelo Terreiro do Paço.

O pessoal assustou-se com o barulho e escondeu-se num buraco na Flandres onde continuaram a ouvir tiros mas apontados a eles e disparados por alemães.

Ao intervalo, já perdiam por muitos mas o desafio não chegou ao fim porque uma senhora... (vestida de branco) apareceu a flutuar por cima de uma azinheira e três pastores ficaram primeiro atónitos, depois morreram e ainda mais tarde foram beatificados.

Não fosse um velhote de botas, lá das beiras, a confusão tinha continuado mas, felizmente, não continuou e Angola continuava a ser nossa mesmo que andassem por ai a espalhar boatos.

Comunistas dum camandro! Tanto insistiram que o velhote se mandou do cadeirão abaixo e houve rebaldaria tamanha que foi preciso pôr um chaimite e um molho de cravos em cima do assunto.

Depois parece que houve um Mário qualquer que assinou um papel que nos pôs na Europa e ainda teve tempo para transformar uma lixeira numa exposição mundial e mamar umas secas da Grécia na final.

A Europa desatou a despejar contos (diz-se que um milhão por dia) para o jardim à beira mar plantado, mas as más línguas dizem que Prof. algarvio, grande economista, só mandou fazer estradas, para se poder chegar a 120 à hora ao primeiro engarrafamento.

Desenvolvimento económico, nicles. Industria, química, investigação?

Bah, essas tretas não eram para nós. Carros alta gama, especulação imobiliária e bolsista é que dão "status". O resultado está á vista.

Depois veio um mangão, diz-se que Durão, que quis ficar na fotografia, lá no meio do charco, e logo a seguir bazou para se exibir na Europa rica, deixando por cá um tal Sócrates que de filósofo não tem nada mas tem o nariz maior que o Pinóquio, e que em vez de, antes da bronca, ajudar as famílias à rasca, decide dar uma mãozinha aos pobres banqueiros, deixando o Zé a beira de um ataque de nervos.

E o Cavaco?

O Cavaco foi com o Pai Natal... ou o palhaço no comboio ao circo.

*FIM*

 

publicado por Passinhas às 10:26

Quarta-feira, 28 de Janeiro, 2009

Querida:
Muito obrigado pela tua linda e carinhosa carta.
Podes ter a certeza de que eu sei tratar de mim, por isso, não te preocupes comigo.
Durante a tua ausência, não se tem passado nada de especial cá em casa.

Enquanto estás fora, tenho preparado o meu próprio almoço, e todos os dias me espanto de como tudo tem saído bem!...
Já que estou sempre com pressa, ontem decidi fazer batatas fritas.
Já agora, diz-me uma coisa: era preciso descascar as batatas?
Enquanto estavam a fritar, aproveitei para ir buscar uns brioches à padaria.
Quando voltei, o esmalte da frigideira tinha derretido.
Nunca pensei que o estupor da frigideira aguentasse tão pouco.
E tu que me dizias que o Teflon aguentava tudo e mais alguma coisa!
Já consegui tirar toda a fuligem da cozinha, mas o nosso gato Fred, é que ficou preto que nem um tição, e agora tosse o dia inteiro… Desde esse dia entra em pânico e foge quando mexo nas panelas ou abro o bico do fogão.
Já que pelo menos uma vez por dia preciso de uma refeição mais elaborada, quando estou a fazê-la, o Fred dá 'às de Vila Diogo' e só aparece passadas umas horas ...

Diz-me outra coisa: quanto tempo é que é preciso para cozer os ovos?
Eu já os pus a ferver há duas horas, mas mesmo assim, continuam duros que nem uma pedra!
Também queria que me dissesses se se pode aproveitar leite queimado.
Queres que o guarde na despensa até tu voltares?

Na semana passada tive um pequeno contratempo ao cozinhar umas ervilhas.
Vou-te contar: agarrei numa lata e decidi aquecê-la.
Mas, infelizmente, explodiu dentro do microondas.
A porta do microondas foi projectada para fora da cozinha e foi dar contra a nossa pequena estufa de inverno, que claro, ficou partida, assim como a janela.
Como a janela estava fechada (preciso de a fechar antes de começar a cozinhar, senão os bombeiros aparecem outra vez), a porta do microondas arrancou-a também, tal foi a força.
Por sua vez, a lata de ervilhas, parecia um foguete a levantar voo!...
Atravessou o tecto e foi embater na filha do Freitas, o nosso vizinho de cima.
Parece-me que ela ficou bem…

Outra coisa: já te aconteceu a louça suja ficar com mofo?
Como é que isto se pode dar em tão pouco tempo?
Afinal, tu foste de férias no mês passado, mas parece que foi ontem!
Aliás, atrás do lava-louças há montes de bichos; daqui a pouco até vai dar para fazer um documentário e vendê-lo ao 'National Geographic'…
De onde é que saíram tantos bichos cheios de pernas?
Puseste alguma coisa que não devias lá atrás?
Bom, isto acabou por fazer com que eu tomasse uma atitude e lavasse a louça.

Por favor não me insultes, meu amor, mas aquele lindo serviço de jantar de porcelana da tua avó, já era…
Eu realmente não contava com isso, afinal de contas parecia tão robusto e sólido!
Bom, talvez eu tenha exagerado um bocadinho ao pôr o lava-louças no 'programa completo com centrifugação'…
Aliás, a máquina de lavar roupa também se escangalhou.
A faca de aço temperado que eu pus lá dentro, sem querer, estragou o cilindro durante a centrifugação, porque ficou presa na parede interna.
Quanto ao cilindro, atravessou a parede de tijolos, fazendo um pequeno buraco, e foi aterrar no jardim.

Durante um dos almoços, sujei a carpete persa com molho de tomate.
Sempre me disseste que as manchas do molho de tomate são impossíveis de tirar.
Ficas a saber, meu amor, que com um bocadinho de aguarrás, sai tudo, mas mesmo tudo, inclusivamente, a lã e a seda da carpete.

O frigorífico estava a fazer muito gelo, por isso, tive que o descongelar.
Tenho que te ensinar uma coisa: o gelo sai facilmente se o raspares com uma espátula de pedreiro!
Só não sei é porque é que agora passou a aquecer...
O iogurte, a água com gás e o champanhe, explodiram.

Sabes, querida, na passada quinta-feira, esqueci-me de, ao sair, fechar à chave a porta de casa.
Alguém deve ter entrado, porque faltam algumas coisas de valor, entre elas, aquele colar de marfim que o teu bisavô trouxe da expedição a África, no século XIX.
Mas, como tu costumas dizer, o dinheiro não dá felicidade, e tudo o que é material, é efémero.
O teu guarda-vestidos também está vazio, mas penso que não devem ter levado muita coisa, já que, sempre que saímos, tu dizes que não tens nada que vestir…

Bom, vou ficar por aqui, mas amanhã conto-te mais coisas!
Espero que te descontraias bastante no SPA e que gozes muito o teu descanso.
Beijos mil, com muito amor, do teu Afonso que muito te ama!!!

P.S.: A tua mãe veio cá ver como estavam as coisas, e teve um enfarte.
O velório foi ontem à tarde, mas eu preferi não te contar nada para não te estragar as férias e aborrecer-te desnecessariamente.
Afinal de contas, tens que aproveitar as tuas férias e voltares muito descontraída do teu SPA.
Beijos, do teu dedicado

sinto-me:
tags: , ,
publicado por Passinhas às 12:45

Terça-feira, 27 de Janeiro, 2009

Onde estás, que não te vejo
Andas longe no teu vagar,
Procuro apenas no meu desejo,
Apenas em mim te sei encontrar.


Tenho tantos sonhos guardados,
Tenho tantas lembranças de ti,
Recomeço os planos adiados
E começo a imaginar-te aqui.

sinto-me:
música: Sem perguntar, João Pedro Pais
publicado por Passinhas às 16:01

Sábado, 24 de Janeiro, 2009

Socialismos.....

Este país do faz-de-conta é cada vez mais uma anedota pegada.
Ora atentem lá nesta coisa vinda no Diário da República nº 255 de 6 de Novembro 2008:

EXEMPLO 1

No aviso nº 11 466/2008 (2ª Série), declara-se aberto concurso no I.P.J. para um cargo de "ASSESSOR", cujo vencimento anda à roda de 3500 Eur (700 contos) mensais,
Na alínea 7:...
" Método de selecção a utilizar é o concurso de prova pública que consiste na ... Apreciação e discussão do currículo profissional do candidato."

 EXEMPLO 2

 No aviso simples da pág. 26922, a Câmara Municipal de Lisboa lança concurso externo de ingresso para COVEIRO, cujo vencimento anda à roda de 450EUR (90 contos) mensais.

Método de selecção:

 Prova de conhecimentos globais de natureza teórica e escrita com a duração de 90 minutos. A prova consiste no seguinte:
1. - Direitos e Deveres da Função Pública e Deontologia Profissional;
2. - Regime de Férias, Faltas e Licenças;
3. - Estatuto Disciplinar dos Funcionários Públicos.
Depois vem a prova de conhecimentos técnicos: Inumações, cremações,exumações, trasladações, ossários, jazigos, columbários ou cendrários.
Por fim, o homem tem que perceber de transporte e remoção de restos mortais. Os cemitérios fornecem documentação para estudo. Para rematar, se o candidato tiver:
- A escolaridade obrigatória somará + 16 valores;
- O 11º ano de escolaridade somará + 18 valores;
- O 12º ano de escolaridade somará + 20 valores.
 No final haverá um exame médico para aferimento das capacidades físicas e psíquicas do candidato.
 

ISTO TUDO PARA UM VENCIMENTO DE 450 EUROS MENSAIS!

 Enquanto o outro, com 3,500!!! Só precisa de uma cunha.

 Vale a pena dizer mais alguma coisa?

sinto-me:
publicado por Passinhas às 12:34

Terça-feira, 20 de Janeiro, 2009

sinto-me:
tags:
publicado por Passinhas às 10:13

Segunda-feira, 19 de Janeiro, 2009

1) Em Janeiro sobe ao outeiro; se vires verdejar, põe-te a cantar, se vires Sócrates, põe-te a chorar.

2) Quem vai ao mar avia-se em terra; quem vota Sócrates mais cedo se enterra.

3) Sócrates a rir em Janeiro, é sinal de pouco dinheiro.

4) Quem anda à chuva molha-se; quem vota em Sócrates lixa-se.

5) Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão; parvo que vota em Sócrates, tem cem anos de aflição.

6) Gaivotas em terra temporal no mar; Sócrates em Belém o povinho a penar |

7) Há mar e mar, há ir e voltar; vota Sócrates quem se quer afogar.

8) Março, Marçagão, manhã de Inverno tarde de Verão; Sócrates, grande cabrão, manhã de Inverno tarde de inferno.

9) Burro carregando livros é um doutor; burro carregando o Sócrates é burro mesmo.

10) Peixe não puxa carroça; voto em Sócrates, asneira grossa.

11) Amigo disfarçado, inimigo dobrado; Sócrates empossado, povinho atropelado.

12) A ocasião faz o ladrão, e do Sócrates um aldrabão.

13) Antes só que mal acompanhado, ou com Sócrates ao lado.

14) A fome é o melhor cozinheiro, Sócrates o melhor coveiro.

15) Olhos que não vêm, coração que não sente, mas aturar o Sócrates, não se faz à gente.

16) Boda molhada, boda abençoada; Sócrates eleito, pesadelo perfeito.

17) Casa roubada, trancas na porta; Sócrates eleito, ervas na horta.

18) Com Sócrates e bolos se enganam os tolos.

19) Não há regra sem excepção, nem Sócrates sem confusão.

sinto-me: bem disposto
publicado por Passinhas às 09:38

Quarta-feira, 14 de Janeiro, 2009

Mais uma semana que terminou....

Já estou de novo em contagem decrescente só ja faltam 35 dias para chegar a casa.

sinto-me: A contar os dias...
publicado por Passinhas às 16:25

Terça-feira, 13 de Janeiro, 2009

Um ano, faz hoje um ano que cheguei aqui pela primeira vez.

Um ano muito bom em novas experiências profissionais, mas um ano péssimo a nível pessoal.
Um ano em que conheci uma cultura e uma religião totalmente diferente da nossa, um país onde a corrupção fala mais alto, onde a pobreza está a frente dos nossos olhos e onde a gasolina apenas custa 23 cêntimos e uma garrafa de água custa o triplo

Um país  perigoso, onde não ha regras no transito, mas somos multados se vamos a mais de 80km/h na auto-estrada, em que as barreiras policiais são uma constante.

Um país onde as mulheres ainda não conquistaram a sua liberdade e o homem é o todo-poderoso.

Posso dizer que passei um ano recheado de novas descobertas e com muito trabalho, onde passei por muitas situações más, mas no dia que partir de certeza absoluta que não fico com saudades.....

sinto-me: Penstivo
publicado por Passinhas às 17:57

Eu quero
E preciso
De viver, junto a ti
Desespero
Dava tudo para te ter
Eu dava tudo p'ra te ter aqui...
Preciso de ti
Dava tudo para te ter

 

 

sinto-me:
música: Dava tudo para te ter aqui
publicado por Passinhas às 10:52

Segunda-feira, 12 de Janeiro, 2009

18 dias que parti...  

As saudades aumentam, está dificil de aguentar

Penso muito em ti... preciso de ti

Amo-te

 

 

 

sinto-me: com saudades
publicado por Passinhas às 10:36

mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
7
8
9
10

15
16
17

18
21
22
23

25
26
29
30


pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro

subscrever feeds