Sábado, 06 de Setembro, 2008

Ontem quinta-feira, vi uma luz ao fundo do túnel, uma luz bem longe que me deu esperanças, que me fez passar bem o dia, que me fez sonhar... Mas com o cair da noite essa luz desapareceu, o túnel voltou a ruir e entre nós ficou novamente um amontoado de pedras, pedras grandes e difíceis de tirar...

Estou mal e sem forças, parte de mim luta com força, tenta afastar as pedras do nosso caminho, outra parte diz para eu desistir.

Estou confuso, baralhado, sem forças para pensar... Eu sei que te amo, que preciso de ti, preciso que voltemos a ser uma família, tenho certeza disso, como tenho a certeza que no fundo tu ainda me amas, que ainda precisas de mim.

Estou numa guerra, em que estou a lutar sozinho, tenho tudo e todos contra mim, ninguém me ajuda, parece que todos estão contentes com a nossa separação.

Já os vencemos uma vez ou várias, casamos e fomos felizes sem ajuda de ninguém, tivemos os nossos problemas e juntos os resolvemos, verdade que passamos noites sem dormir mas vencemos tudo com o nosso amor e união,  lutamos sempre pelo melhor dos nossos filhos, sempre sem ajuda de ninguém, nunca ninguém nos deu apoio, tivemos os nossos sonhos, os nossos projectos que falharam mas sempre tivemos unidos, por isso ganhamos todas as batalhas.

Mas agora nesta batalha não estamos unidos, cada um luta para seu lado, nunca foi assim, precisamos de lutar juntos, de estar unidos. Sabemos onde está o problema e a causa do problema, esta batalha é fácil de vencer, é uma batalha que vai deixar marcas, que vão levar muito tempo a desaparecer, mas o nosso amor é grande capaz de superar tudo e todos precisamos de estar unidos.

Só assim vamos vencer, o nosso amor precisa de vencer temos uma vida a nossa frente, os nossos filhos precisam de nós.

 

 

Estou baralhado, confuso, não sei o que fazer... são 8:20 de sexta-feira, ainda não dormi... vou para a cama

sinto-me:
publicado por Passinhas às 08:20

Olá Passinhas; quero te pedir permissão para comentar... Antes, a saber, que não venho como intrusa aos teus sentimentos e vida pessoal. Pois entendo que a situação é bastante delicada e que de repente não o queira compartilhar, a não ser tão somente escrever e nada mais.

Aguardo resposta a este pedido.
Com carinho e atenção.

Anna
Annallegra a 7 de Setembro de 2008 às 21:16

Anna, sim a situação é pessoal e delicada, mas claro que podes comentar, apesar de usar o blog como um meio para falar, desabafar ele está on line e aberto para que todos possam ler e comentar.
Fica bem
Cesar
Passinhas a 8 de Setembro de 2008 às 08:37


mais sobre mim
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

5

12
13

16
19

21
23
26
27

30


pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro