Quinta-feira, 04 de Setembro, 2008

A dias assim ….

 

Não dormi a pensar em ti, mais uma vez, já perdi a conta das noites sem dormir, a tua ausência está a matar-me lentamente, uma morte lenta e dolorosa, não consigo encarar a realidade. Não consigo entender como fugiste de mim, como escapaste entre os meus dedos, tenho culpa ... muita culpa, não te dei o que merecias e agora estou a sofrer as consequências.

Não consigo perceber.. apetece-me  fugir para longe, desaparecer, morrer, fazer qualquer coisa só para não pensar em ti... Não consigo viver assim,  ainda me lembro das palavras que escreveste em Março ....

- “Eu também te amo muito.
Sinto muito a tua falta, mas quero que saibas que estarei sempre a tua espera.
Um dia ainda vamos poder estar juntos e viver felizes.”

 

Quando vai ser esse dia? O que se passou nos últimos 3 meses? Isso não consigo entender, sempre fizemos os nossos planos em conjunto, sempre tomamos as nossas decisões em conjunto, um amor não morre assim de um dia para o outro e mais uma vez lembro as tuas palavras :

 

Um certo dia, conheci-te!! Jurei a mim mesma, em surdina, que nem pintado de ouro me levarias ao altar! Mas levaste, apenas 11 meses depois.

Aí começou uma nova Era. Comecei a ser estimada, mimada, amada, embora ás vezes não seja compreendida. Mas como  diz o Jorge Palma, " sei que não sei ás vezes entender o teu olhar..." mas queres-me bem!! Eu sei! Também eu ás vezes não te sei entender, mas quero que sejas feliz. Não sabemos viver um sem o outro. Não temos vida social nem amigos, porque o pouco tempo que passamos juntos é sempre pouco! Queremos sempre mais! Não nos queremos dividir nem dar a mais ninguém. Deixamos muitas vezes de fazer o que gostamos apenas porque o outro não gosta. Apenas porque somos um só. Um ser uno, indivisivel.

Mas como é isso possível a tamanha distancia? Só encontro uma resposta:

Com AMOR, muito, muito AMOR!”

 

Para onde foi esse amor.... é isso que me está a matar... a matar lentamente..

 

 

Preciso de ti....

 

sinto-me: com vontade de morrer...
publicado por Passinhas às 11:08

mais sobre mim
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

5

12
13

16
19

21
23
26
27

30


pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro